viagra-4309

Brisa de Viagra deixa população com tesão

Após o Reino Unido autorizar a venda de as atenções se voltaram para a pequena vila de Ringaskiddy, na Irlanda, onde a Pfizer fabrica as famosas pílulas azuis há 20 anos. Segundo moradores, ninguém lá precisa de receita para sentir os efeitos do medicamento contra disfunção erétil. À imprensa britânica, eles garantem estar sempre sob influência da “fumaça do amor” expelida pela fábrica.

A empresa responsável pelo Viagra nega qualquer impacto da produção em moradores, alegando que todo o processo é fiscalizado, assim como a sua segurança. Mas isso não impede a propagação de brincadeiras a respeito de ereções causadas por simplesmente inspirar o ar cheio de “poderes afrodisíacos” em Ringaskiddy.

“Basta um cheiro e você fica rígido”, disse a balconista Debbie O’Grady em entrevista ao “The Times”, imediatamente apoiada por sua mãe, Sadie: “Recebemos as fumaças do amor há anos de graça. É incrível o número de pessoas que vêm a esta aldeia, talvez por curiosidade, e nunca mais vão embora”.

Sadie continua dizendo que “há algo no ar – não que precisemos disso, é claro. Mas, para alguns amigos com problemas nesse departamento, pode ser uma benção”, brinca.

Os moradores falam até mesmo de um crescimento no turismo e da população depois da abertura da fábrica. Eles contam histórias sobre homens reunidos ao redor da unidade para inalar os vapores de Viagra.

No entanto, um porta-voz da empresa, cujo nome não foi divulgado pelo “The Times”, afirma que não há mérito para as histórias contadas pelos moradores. “Nossos processos de fabricação sempre foram altamente sofisticados, bem como altamente regulamentados”, disse o porta-voz sem nome ao jornal.

Venda livre. As autoridades do Reino Unido esperam que a medida reduza a compra de Viagra em sites ilegais, que vendem remédios falsos, já que muitos homens têm vergonha de admitir que sofrem de problemas de ereções e evitam consultas médicas. “Facilitar o acesso ao medicamento estimulará os homens a procurarem ajuda dentro do sistema de saúde e aumentará a conscientização sobre os problemas de ereção”, disse Mick Foy, da Agência Reguladora de Produtos Médicos e Sanitários do Reino Unido (MHRA).

As pílulas de 50 mg serão vendidas em todas as farmácias com o nome de “Viagra Connect”, mas a compra ficará proibida a pessoas que apresentam problemas cardíacos ou de insuficiência hepática e renal, as contraindicações do medicamento..

MINI ENTREVISTA

Eduardo Bertero
Coordenador do Departamento de Andrologia e Sexualidade da Sociedade Brasileira de Urologia
É possível que o Viagra tenha efeito se for inalado?
Não, definitivamente. Não há nenhuma evidência científica que sustente essa teoria. Seria necessária uma grande concentração de citrato de sildenafila (princípio ativo do Viagra) na fumaça para se alcançar a corrente sanguínea e causar o efeito esperado. A única forma indicada é por via oral. Outras já foram testadas, como a intrapeniana (por injeção) e sublingual, mas nenhuma delas foi positiva e eficaz.

E quanto ao relato dos moradores?
Acredito que não passe de uma brincadeira. Para tirar a dúvida, pode-se fazer um exame de sangue para dosar a quantidade de sildenafila da pessoa que inalou. Além disso, se fosse verdade, teríamos relatos não só de eficácia, mas de eventos adversos como dor de cabeça, nariz congestionado, olhos vermelhos e lacrimejantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *